Glossário de Termos

0-9

  • 3G: 3G é uma tecnologia móvel que permite ao usuário navegar na internet em alta velocidade sem a utilização de fios. Pode ser usada através de um modem (para computadores e notebooks) ou por celulares.

  • 4G: 4G é uma tecnologia móvel que permite ao usuário navegar na internet em alta velocidade sem a utilização de fios. Pode ser usada através de um modem (para computadores e notebooks) ou por celulares. A internet 4G é uma nova tecnologia que irá integrar a quarta geração de dispositivos para acesso a internet móvel, que promete aumentar em 180 vezes a velocidade atual, tornando os aparelhos 3G ultrapassados.

A

  • Access Point: Ponto de Acesso. Nas redes sem fio baseadas no padrão IEEE 802.11 e 802.11b, o ponto de acesso é o dispositivo que atua como um ponto central da rede, permitindo a comunicação entre todos os PCs. A função é muito semelhante à de um hub numa rede tradicional. A maioria dos Pontos de acesso possue uma entrada para cabo de par trançado, o que permite liga-los a uma rede Ethernet já existente. Isso permite adicionar a opção de acesso sem fio, mantendo a estrutura que já existe. Poderíamos imaginar que os PCs, impressoras de rede e outros dispositivos fixos continuariam utilizando cabos, enquanto os notebooks e outros dispositivos móveis utilizariam a rede sem fio. Graças à integração, as duas turmas formariam uma única rede.

  • Acelerômetro: Discretamente dentro do primeiro iPhone, esse equipamento criou grande parte da dinâmica de uso dos smartphones. O instrumento mede aceleração e identifica a posição do aparelho, e pode usar essas informações para controlar aplicativos – games, principalmente – ou funções específicas. Quando você gira o iPhone da posição retrato para paisagem e ele ajusta tudo na tela, é o acelerômetro que faz isso.

  • Acesso Discado (Dial-up): É o tipo de acesso dos usuários comuns. Para utilizá-lo, basta um computador, linha telefônica e modem. O usuário utiliza o computador (com um programa de comunicação) para fazer a ligação até o seu fornecedor de acesso. Ao ser recebido pelo computador do fornecedor de acesso, deve fornecer seu nome de usuário e senha para poder entrar no sistema.

  • Active Directory: Este é um recurso introduzido no Windows 2000 Server que cria uma interface para a administração dos recursos de rede. Usando o Active Directory o administrador pode visualizar e modificar todos os recursos da rede de forma centralizada, ao invés de ter fazê-lo micro por micro. O Active Directory é baseado no LDAP e é uma resposta direta ao NDS do Novell Netware.

  • ActiveX: é um framework para definição de componentes de software reutilizáveis (conhecidos como controles) que realizam uma função particular ou um conjunto delas de um modo que é independente da linguagem de programação que as implementa. Uma aplicação pode ser composta de um ou mais destes componentes a fim fornecer suas funcionalidades.

  • ActiveX(2): é um conjunto de tecnologias (software) criado pela Microsoft para facilitar a integração entre diversas aplicações. Atualmente esta tecnologia foi substituída pelo .NET (também da Microsoft).

  • ActiveX(3): é uma tecnologia da Microsoft para o desenvolvimento de páginas dinâmicas. Tem presença na programação do lado do servidor e do lado do cliente, embora existam diferenças no uso em cada um desses casos.

  • ADO:Abreviatura de ActiveX Data Objects. Interface criada pela Microsoft para acessar bancos de dados relacionais. Em comparação com padrões anteriores, o ADO é mais amplo e trabalha com dados de diferentes tipos, inclusive páginas HTML, planilhas e outros documentos.

  • ADSL: Sigla de Asymmetric Digital Subscriber Line. É uma nova tecnologia que possibilita a transmissão de dados, em altas velocidades, utilizando cabos telefônicos comuns. O sistema trabalha com velocidades assimétricas, ou seja, diferentes em cada sentido, e, por essas características, promete facilitar a vida dos usuários de Internet. No downstream (tráfego de dados na direção do usuário), a ADSL atinge de 1,5 a 9 megabits por segundo (Mbps). E no upstream, as taxas vão de 16 a 640 kilobits/segundo (Kbps). É necessário instalar modems ADSL nas duas pontas. No Brasil, a tecnologia não está disponível comercialmente.

  • Adobe Flash Player: Máquina virtual usada para executar arquivos SWF (ou arquivos Flash) que podem ser criados pelo Adobe Flash, Adobe Flex ou por outras ferramentas da Macromedia ou de terceiros.

  • ARP: Protocolo usado para encontrar um endereço da camada de enlace (Ethernet, por exemplo) a partir do endereço da camada de rede (como um endereço IP).

  • Adware: Um tipo de programa, como o software (pago) ou o freeware (gratuito). O adware é gratuito, porém, para trazer rendimentos ao seu criador, ele geralmente tem banners em suas janelas. A maioria tem versão paga sem anúncios. Defensores da privacidade na internet criticam o adware por, algumas vezes, enviar dados do computador de seu usuário para a empresa que o criou.

  • Algoritmo: Um algoritmo é uma sequência finita de instruções bem definidas e não ambíguas, cada uma das quais pode ser executada mecanicamente num período de tempo finito e com uma quantidade de esforço finita. O conceito de algoritmo é freqüentemente ilustrado pelo exemplo de uma receita, embora muitos algoritmos sejam mais complexos. Eles podem repetir passos (fazer iterações) ou necessitar de decisões (tais como comparações ou lógica) até que a tarefa seja completada. Um algoritmo corretamente executado não irá resolver um problema se estiver implementado incorretamente ou se não for apropriado ao problema. Um algoritmo não representa, necessariamente, um programa de computador, e sim os passos necessários para realizar uma tarefa. Sua implementação pode ser feita por um computador, por outro tipo de autômato ou mesmo por um ser humano. Diferentes algoritmos podem realizar a mesma tarefa usando um conjunto diferenciado de instruções em mais ou menos tempo, espaço ou esforço do que outros.

  • Android: Android é um sistema operacional móvel que roda sobre o núcleo do Linux. Atualmente é muito utilizado em celulares e tablets. Foi desenvolvido pelo Google que é o responsável pelo gerenciamento do produto e engenharia de processos. O Android permite aos desenvolvedores escreverem software na linguagem de programação Java controlando o dispositivo via bibliotecas desenvolvidas pelo Google.

  • Anexo: Arquivo enviado junto com uma mensagem de correio eletrônico. Pode ser uma foto, um arquivo sonoro, vídeo ou mesmo um programa de computador.

  • Anonymous: Normalmente utilizado para o login num servidor FTP, para indicar Anônimo. que se trata de um usuário não registado na máquina em questão. A password a fornecer deve ser o endereço eletrônico.

  • ANSI Caracter Set: Conjunto de caracteres ANSI com 256 caracteres.Os primeiros 128 são ASCII e os 128 restantes são simbolos matemáticos e de linguas estrangeiras que são diferentes do PC.

  • Anti-Aliasing: Esta técnica permite suavizar os contornos em imagens, adicionando pontos de cores intermediários. O Anti-Aliasing é um recurso cada vez mais utilizado nos jogos 3D, com o objetivo de melhorar a qualidade de imagem, sobretudo ao se utilizar baixas resoluções.

  • Antivírus: Programa utilizado para descontaminar um computador ou rede que estiver infectado com vírus, worm e códigos maliciosos, bem como fornecer proteção contra novas infestações. Esses programas precisam ser atualizados com freqüência para garantir sua eficácia.

  • Apache: O servidor Apache (ou Servidor HTTP Apache, em inglês: Apache HTTP Server, ou simplesmente: Apache) é o mais bem sucedido servidor web livre. Foi criado em 1995 por Rob McCool, então funcionário do NCSA (National Center for Supercomputing Applications). Numa pesquisa realizada em dezembro de 2007[1], foi constatado que a utilização do Apache representa 47.20% dos servidores ativos no mundo. É a principal tecnologia da Apache Software Foundation, responsável por mais de uma dezena de projetos envolvendo tecnologias de transmissão via web, processamento de dados e execução de aplicativos distribuídos. O servidor é compatível com o protocolo HTTP versão 1.1[2]. Suas funcionalidades são mantidas através de uma estrutura de módulos, permitindo inclusive que o usuário escreva seus próprios módulos — utilizando a API do software. É disponibilizado em versões para os sistemas Windows, Novell Netware, OS/2 e diversos outros do padrão POSIX (Unix, Linux, FreeBSD, etc).

  • API: API, de Application Programming Interface (ou Interface de Programação de Aplicativos) é um conjunto de rotinas e padrões estabelecidos por um software para a utilização das suas funcionalidades por programas aplicativos que não querem envolver-se em detalhes da implementação do software, mas apenas usar seus serviços. De modo geral, a API é composta por uma série de funções acessíveis somente por programação, e que permitem utilizar características do software menos evidentes ao utilizador tradicional. Por exemplo, um sistema operacional possui uma grande quantidade de funções na API, que permitem ao programador criar janelas, acessar arquivos, criptografar dados, etc. Mas a API dos sistemas operacionais costumam ser dissociada de tarefas mais essenciais, como manipulação de blocos de memória e acesso a dispositivos. Estas tarefas são atributos do kernel ou núcleo do sistema, e raramente são programáveis. Outro exemplo: programas de desenho geométrico que possuem uma API específica.

  • Applet: Programa escrito para rodar dentro de outro programa (por exemplo, macros do Word ou do Excel). Um applet não pode ser executado de forma autônoma. Os applets escritos em Java, responsáveis por boa parte da dinâmica da Web, em geral rodam no ambiente do browser.

  • ASCII: Norma para a codificação de caracteres através de números binários, utilizada em diferentes computadores. Define a codificação dos caracteres com códigos de 0 a 127.

  • ASP: Abreviatura de Active Server Pages, páginas criadas dinamicamente pelo servidor Web, orientado por um programa em VBScript (Visual Basic) ou Jscript (Java). Quando um browser solicita uma página do tipo ASP, o servidor constrói uma página HTML e a envia ao browser. Qual a diferença da página ASP para o documento HTML clássico? Este corresponde a um documento estático, que já se encontra no servidor no mesmo formato em que será exibido no navegador. A página ASP, ao contrário, não existe no servidor: é montada a partir de uma solicitação específica. Pode ser, por exemplo, um documento HTML criado como resultado de pesquisa num banco de dados.

  • ASP(2): Application Service Provider, empresa que vende softwares ou soluções para pequenas, médias e grandes empresas. Em alguns casos, um ASP também pode ser um órgão governamental ou mesmo uma entidade sem fins lucrativos, dedicada a dar suporte às empresas.

  • Assembly: O Assembly foi provavelmente a primeira linguagem de programação da história, surgida na década de 50, época em que os computadores ainda usavam válvulas. A idéia do assembly é usar um comando em substituição a cada instrução de máquina. A lógica continua sendo basicamente a mesma, a vantagem é usar comandos amigáveis ao invés de endereços binários. Outra facilidade trazida pelo assembly é o uso de variáveis, onde uma certo espaço de memória é reservado para um certo dado. É possível por exemplo criar a variável “Valor1”, reservando 16 bits da memória e armazenar nela um número qualquer. Durante o programa, sempre que desejar usar este número, basta chamar a variável Valor1 anteriormente criada. Como o compilador utiliza instruções específicas para o processador da máquina, é preciso desenvolver uma versão diferente da linguagem para cada sistema onde ela for ser utilizada.

  • Asus: ASUSTeK Computer Inc. ou simplesmente ASUS é uma empresa de Taiwan especializada na fabricação de hardware. Fabrica, entre outros, placas-mãe, placas de vídeo, discos ópticos e Computadores portáteis.

  • ATTACHMENT (anexo, “arquivo atachado”): Arquivo anexado a uma mensagem de e-mail. Os programas de correio eletrônico permitem que qualquer arquivo seja enviado junto com a mensagem. Ao chegar no destinatário, o arquivo anexo pode ser copiado para o computador.

B

  • B2B: Business to Business, negócios entre empresas, envolvendo produtos, serviços ou parcerias. Este termo é mais usado em relação aos sites que promovem este tipo de comércio, oferecendo toda a praticidade e infra-estrutura necessária, cobrando em troca uma mensalidade ou comissão sobre as transações.

  • B2C: Business to Consumer, vendas diretas ao consumidor. É geralmente usado em relação aos sites que vendem produtos no varejo.

  • Backbone: Em português, espinha dorsal. O backbone é o trecho de maior capacidade da Internet e tem o objetivo de conectar vários pontos da Rede. Em outras palavras, é a espinha dorsal da Internet. No Brasil, foi a RNP (Rede Nacional de Pesquisa) que criou o primeiro backbone da Internet, no início para atender entidades acadêmicas que queriam conectar-se à Rede. Em 1995, a Embratel começou a montar um backbone paralelo ao da RNP para oferecer serviços de conexão a empresas privadas. Os provedores de acesso, em geral, estão conectados direta e permanentemente ao backbone.

  • Backdoor: Porta dos fundos. É uma porta aberta no sistema, não documentada, que permite ao criador ter acesso a ele (legitimamente ou não). As backdoors podem ser criadas tanto pelo responsável, como um meio de acesso emergêncial ao sistema, quanto por alguém interessado em invadi-lo, roubar informações etc. Neste último caso, o meio mais usado é convencer algum usuário do sistema a executar o programa que abrirá a backdoor, enviando-o via e-mail com algum estratagema, uma comunicação do chefe, um jogo, etc.

  • Backup Em informática, cópia de segurança é a cópia de dados de um dispositivo de armazenamento a outro para que possam ser restaurados em caso da perda dos dados originais, o que pode envolver apagamentos acidentais ou corrupção de dados. As cópias de segurança devem obedecer vários parâmetros, tais como: o tempo de execução, a periodicidade, a quantidade de exemplares das cópias armazenadas, o tempo que as cópias devem ser mantidas, a capacidade de armazenamento, o método de rotatividade entre os dispositivos, a compressão e encriptação dos dados. Assim, a velocidade de execução da cópia deve ser aumentada tanto quanto possível para que o grau de interferência desse procedimento nos serviços seja mínimo. A periodicidade deve ser analisada em função da quantidade de dados alterados na organização, no entanto se o volume de dados for elevado, as cópias devem ser diárias. Deve-se estabelecer um horário para realização da cópia, conforme a laboração da organização, devendo ser preferencialmente no período noturno e no final de semana.

  • Bash: O bash é um interpretador de comandos, uma espécie de tradutor entre o sistema operacional e o usuário, normalmente conhecido como shell. Permite a execução de seqüências de comandos direto no prompt do sistema ou escritas em arquivos de texto, conhecidos como shell scripts.

  • BASIC: Beginner’s All-purpose Symbolic Instruction Code. O BASIC é uma linguagem de programação voltada para principiantes, desenvolvida durante os anos 60. Praticamente todos os primeiros computadores pessoais lançados durante a década de 70 traziam compiladores BASIC. Os programas em BASIC são construídos através da combinação de comandos simples, baseados em palavras do Inglês e rodam linha a linha, à medida que são “traduzidos” para linguagem de máquina pelo interpretador. Os compiladores BASIC atuais são bem mais rápidos e mais flexíveis que os desta primeira geração e, apesar de ainda não serem tão rápidos quanto programas em C, já são capazes de fazer praticamente tudo que é possível em outras linguagens Um exemplo de linguagem popular atualmente que é baseada no BASIC é o Visual Basic da Microsoft.

  • Baud: Numero de mudanças de fase do sinal transmitido por um modem. Muitas vezes confundido com a medida bps (bits por segundo), mas com um significado diferente, se bem que possam ter valores aproximado.

  • Blade Server: Este é um tipo especial de servidor, constituído por uma única placa, que contém um ou mais processadores, memória RAM, HDs e outros periféricos e pode ser encaixada num único rack, junto com vários outros servidores similares. Os vários servidores são interligados através de algum tipo de barramento rápido (geralmente alguma tecnologia proprietária) e podem ser configurados para oferecerem recursos como tolerância à falhas, balanceamento de carga, etc. Este tipo de servidor é projetado para ocupar pouco espaço e consumir pouca energia. Como os servidores ficam ligados continuamente, por anos à fio, um baixo consumo elétrico representa uma grande economia à longo prazo e o fato de ocuparem pouco espaço diminui os custos de hospedagem em data centers.

  • Bluetooth: O Bluetooth é uma tecnologia de transmissão de dados via sinais de rádio de alta freqüência,entre dispositivos eletrônicos próximos. A distância ideal é de no máximo 10 metros e a distância máxima é de 100 metros, atingida apenas em situações ideais. Um dos trunfos é o fato dos transmissores serem baratos e pequenos o suficiente para serem incluídos em praticamente qualquer tipo de dispositivo como notebooks, celulares, passando depois para micros de mesa, mouses, teclados, joysticks, fones de ouvido, etc.

  • BPS (Bits por Segundo): Unidade de medida para velocidade de transmisão de dados. Os modens mais comuns operam a 28.800 BPS e 36.600 BPS. Um Kbps corresponde a 1024 BPS.

  • broffice: O BrOffice.org é um pacote de softwares livre (gratuito) de escritório, contendo, basicamente, Editor de Texto, Planilha Eletrônica e Apresentação.

  • Browser (navegador): Programa de computador que habilita seus usuários a interagirem com páginas da web, que podem ser escritas em linguagens como HTML, ASP, PHP, com ou sem folhas de estilos em linguagens como o CSS e que estão hospedadas num servidor Web.

  • Bus: Barramento Caminho de comunicação entre dois ou mais dispositivos eletrônicos.

  • Banner: Publicidade na Internet, ou seja, são os anúncios comerciais ou institucionais.

  • Batch: Arquivo de lote (também conhecidos por .bat) é um arquivo de computador utilizado para automatizar tarefas. É regularmente confundido com o modo de processamento de dados no qual os mesmos são processados em grupos, ou lotes, através de uma rotina agendada.

  • Buffer Memória usado para liberar o processador por se tratar de memória de uso rápido e imediato.

C

  • Cliente-servidor: Modelo computacional que separa clientes e servidores, sendo interligados entre si geralmente utilizando-se uma rede de computadores. Cada instância de um cliente pode enviar requisições de dado para algum dos servidores conectados e esperar pela resposta. Por sua vez, algum dos servidores disponíveis pode aceitar tais requisições, processá-las e retornar o resultado para o cliente.

  • Criptografia: Estudo dos princípios e técnicas pelas quais a informação pode ser transformada da sua forma original para outra ilegível, de forma que possa ser conhecida apenas por seu destinatário (detentor da “chave secreta”), o que a torna difícil de ser lida por alguém não autorizado.

  • Cat 5: Os cabos de rede são classificados de acordo com a sua qualidade e capacidade de transmissão de dados. Existem várias categorias de cabos, desde os cabos Cat 1, os mais antigos, que não são adequados à redes, passando pelos Cat 3, adequados para redes de 10 mbps e, finalmente, os Cat 5, que podem ser usados tanto em redes Ethernet de 10 quanto de 100 megabits.

  • Cat 5e: Os cabos de par trançado categoria 5e também são certificados para o uso em redes de 10 e 100 megabits, mas também nas redes Gigabit Ethernet, que transmitem dados a 1 gigabit por segundo. Os cabos categoria 5e possuem uma qualidade um pouco superior aos Cat 5.

  • Cat 6: Um novo padrão de cabos de cobre que suporta frequências de até 550 MHz e utiliza cabos de 4 pares, semelhantes ao cabos de categoria 5 e 5e. São Utilizados nas redes gigabit Ethernet que transmitem dados a 1 gigabit por segundo.

  • Cat 7: Os cabos de rede categoria 7 são um novo padrão de cabos de rede de par trançado, capazes de trabalhar com frequências de 600 MHz, em contraste com os cabos cat 5 e cat 5e que suportam frequências de até 400 MHz. Os cabos cat 7 também utilizam 4 pares de fios, porém utilizam conectores mais sofisticados e são muito mais caros.

  • CEO: Chief Executive Officer ou diretor executivo. O CEO não é necessariamente o presidente de uma empresa, apesar da sua função ser igualmente importante. O CEO é o principal responsável pelas decisões referentes às estratégias da empresa ou a novos produtos, é o responsável por estabelecer e atingir as metas de faturamento além de ser o principal porta-voz da empresa.

  • CFO: O Chefe do Setor Financeiro, diretor financeiro ou CFO (em inglês) é o responsável pela administração dos riscos financeiros de um negócio. Esse executivo é também responsável pelo planejamento (planeamento) financeiro da empresa. Tecnicamente o CEO (Chief Executive Officer) é o seu superior, pois, na prática, quem manda no dinheiro manda na empresa. Apesar de estar abaixo do CEO, o CFO tem total autonomia para liberar ou vetar projetos, já que os mesmos precisam de recursos financeiros para se tornarem realidades. Os projetos podem ser muito bons, mas o CFO precisa enxergar agradáveis e rápidos retornos sobre os investimentos para que estes sejam executados.

  • CGI(Common Gateway Interface): Programa que possibilita a criação de páginas HTML dinâmicas. Utilizado na Internet para enviar informações de banco de dados para os usuários.Também pode levar respostas do usuário para o computador central (quando a pessoa preenche um formulário online e envia para o provedor).

  • Ciberespaço: Por ciberespaço designa-se habitualmente o conjunto das redes de computadores interligadas e de toda a atividade ai existente. É uma espécie de planeta virtual, onde as pessoas (a sociedade da informação) se relacionam virtualmente, por meios eletrônicos. Termo inventado por William Gibson no seu romance Neuromancer.

  • CIO: O Chief Information Officer ou CIO é um título de cargo dado ao diretor de informática, o responsável pela informática de uma empresa. Eles normalmente respondem ao Chief Executive Officer (CEO) ou ao Chief Financial Officer (CFO). A importância desse cargo tem crescido satisfatoriamente desde que a tecnologia da informação tem a cada dia se tornado mais importante para as empresas. O CIO pode ser um membro do quadro de executivos de uma empresa, a depender do tipo de organização.

  • Cloud Computing: O conceito de computação em nuvem (em inglês, cloud computing) refere-se à utilização da memória e das capacidades de armazenamento e cálculo de computadores e servidores compartilhados e interligados por meio da Internet, seguindo o princípio da computação em grade. O armazenamento de dados é feito em serviços que poderão ser acessados de qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, não havendo necessidade de instalação de programas x ou de armazenar dados. O acesso a programas, serviços e arquivos é remoto, através da Internet – daí a alusão à nuvem. O uso desse modelo (ambiente) é mais viável do que o uso de unidades físicas.

  • CobiT: COBIT®, do inglês, Control Objectives for Information and related Technology, é um guia de boas práticas apresentado como framework, dirigido para a gestão de tecnologia de informação (TI). Mantido pelo ISACA (Information Systems Audit and Control Association), possui uma série de recursos que podem servir como um modelo de referência para gestão da TI, incluindo um sumário executivo, um framework, objetivos de controle, mapas de auditoria, ferramentas para a sua implementação e principalmente, um guia com técnicas de gerenciamento. Especialistas em gestão e institutos independentes recomendam o uso do CobiT como meio para otimizar os investimentos de TI, melhorando o retorno sobre o investimento (ROI) percebido, fornecendo métricas para avaliação dos resultados (Key Performance Indicators KPI, Key Goal Indicators KGI e Critical Success Factors CSF).

  • Conexão: Ligação do seu computador a um computador remoto.

  • Cookie: Mensagem enviada ao browser por um servidor Web. Normalmente, essa mensagem é gravada no micro cliente como um arquivo de texto. Sempre que o cliente volta a acessar aquele site, a mensagem é reenviada ao servidor. O objetivo do cookie é identificar o usuário e, por exemplo, exibir páginas personalizadas. Para isso, o usuário precisa ter fornecido informações pessoais numa visita anterior ao site.

  • Correio Eletrônico (E-mail): Correio transmitido por meios eletrônicos, normalmente, redes informáticas. Uma carta eletrônica contem texto (como qualquer outra carta) e pode ter, eventualmente,anexo um ou mais pastas.

D

  • DDoS: Sigla de Distributed Denial of Service. Ação pela qual vários sistemas realizam um ataque DoS sobre um mesmo alvo.

  • DHTML: HTML dinâmico. Refere-se a páginas Web cujo conteúdo é modificado, dependendo de diferentes fatores, como a localização geográfica do leitor (em conseqüência, a data e a hora locais), páginas já visitadas durante a sessão e o perfil do usuário. A montagem de páginas em HTML dinâmico está ligada aos programas CGI, aos cookies (veja ao lado), às linguagens Java, JavaScript e VBScript, e aos objetos ActiveX.

  • DirectX: Conjunto de regras de programação (API) criado pela Microsoft. Seu objetivo é dar aos programadores de aplicações gráficas – games, em especial – formas de acessar o hardware sem saber exatamente qual dispositivo está instalado no sistema. O DirectX proporciona isso mediante a criação de uma camada intermediária de software que traduz comandos genéricos nos comandos específicos para cada dispositivo. Na prática, a tecnologia DirectX tira partido dos recursos de aceleração gráfica do hardware, o que resulta em ganho de performance em aplicações multimídia. Essa API também suporta as tecnologias USB, FireWire, AGP e MMX.

  • DNS: Sigla de Domain Name Server. Designa o conjunto de regras e/ou programas que constituem um Servidor de Nomes da Internet. Um servidor de nomes faz a tradução de um nome alfanumérico (exemplo: www.unilab.edu.br) para um numero IP (p. ex.200.300.220.1). Por exemplo, no DNS brasileiro, gerem-se todos os nomes terminados em br. Qualquer outro nome será também traduzida pelo mesmo DNS, mas a partir de informação proveniente de outro DNS (isto se essa informação não tiver sido previamente obtida).

  • DoS: Na Internet, DoS (Denial of Service) é um ataque sofrido por uma organização que priva os usuários e/ou internautas de acessarem determinados recursos disponíveis normalmente. Tipicamente, o recurso atingido é o sistema de correio eletrônico ou o servidor Web e a forma de ataque é o envio de milhões de requisições de acesso que acaba impossibilitando a resposta aos pedidos.

  • Download: Mesmo que baixar ou transferir dados de uma página para seu computador.

  • Dpi: Medida da definição da imagem, estabelecida em pontos por polegada. Quanto maior o índice de dpi, melhor a qualidade da imagem.

  • Dual Boot: Permite instalar dois ou mais sistemas operacionais diferentes no mesmo micro. Em geral é instalado um boot manager, que pergunta qual sistema deve ser inicializado cada vez que o micro é ligado.

  • Dummie: O termo dummie nasceu como um pejorativo para usuários com pouco jeito para a informática. Mas, com o passar do tempo, começou a ser usado também de forma carinhosa. Existem até algumas séries de livros com o termo.

  • Dial: Mesmo que discar, ou seja, fazer a conexão com a Internet através de um provedor.

  • Domain (domínio): Nome que vem após a @ dos endereços de e-mail. Designa também o próprio endereço de um site.

E

  • Ethernet: Tecnologia de interconexão para redes locais (LANs).

  • E-Mail (Correio Eletrônico): Correio transmitido por meios eletrônicos, normalmente, redes informáticas. Uma carta eletrônica contem texto (como qualquer outra carta) e pode ter, eventualmente,anexo um ou mais pastas.

  • Emoticons: Combinação de letras símbolos que significam emoções e reações, normalmente utilizada em e-mails,chats e lista/grupos de discussão: 🙂 Cara básica. Significa a intenção bem-humorada do autor. 😉 Piscada de olho. O usuário acabou de fazer um comentário sarcástico. 🙁 Cara de insatisfação. O usuário não gostou de um comentário, e fica triste. :-() Cara de surpresa e espanto. :-I Indiferença, não-compreensão.:-> O usuário acaba de fazer um comentário realmente sarcástico.>:-> O usuário, desta vez, faz um comentário realmente diabólico.>;-> Algo de muito obsceno acaba de ser dito. Combinação de algo diabólico e uma piscada de olho.

  • Emulador: Um programa que simula o ambiente de um outro computador. Existem atualmente emuladores para PC que emulam quase todos os equipamentos antigos, desde video games até sistemas como o MSX e Amiga. O problema dos emuladores é que por trabalharem traduzindo instruções, sempre há perda de desempenho.

  • Endereços IP: Os endereços IP são expressos em números como 200.201.100.1. O DNS fica responsável por transformar os endereços IP em nomes de máquinas, como www.unilab.edu.br e vice versa.

  • Engenharia Reversa: Quase todos os programas comerciais são distribuídos apenas em formato binário, sem o código fonte. Ou seja, você recebe o programa já compilado em linguagem de máquina, pronto para ser executado, mas não tem acesso ao arquivo que permitiria ver como o programa funciona e alterá-lo. A engenharia reversa é uma técnica usada para tentar obter o código fonte do programa a partir do arquivo já compilado. É um processo extremamente trabalhoso, mas já foi responsável pela descoberta de muitos segredos industriais.

  • Extranet: Rede de negócio para negócio que une empresas parceiras por meio de suas intranets. Por usar os padrões abertos da Internet, os parceiros não precisam usar o mesmo sistema operacional, hardware ou browser.

F

  • Folder: Mesmo que pasta, ou seja, local onde os arquivos são armazenados.

  • FTP: Protocolo para troca de arquivos através da internet, é uma forma bastante rápida e versátil de transferir arquivos (também conhecidos como ficheiros), sendo uma das mais usadas na internet. A partir de qualquer browser credenciado(Internet Explorer, Firefox, ou mesmo no Windows Explorer) também é possível aceder a um servidor FTP. Basta, para isso, digitar na barra de endereço: ftp:// [username]: [password] @ [servidor].

  • Flash: Software de gráfico vetorial utilizado geralmente para a criação de animações interativas que funcionam embutidas num navegador web.

  • FAKE: Falso, Fraude, Copia ou tentativa de se passar pelo original.

  • FAQ (Frequently Asked Questions): Questões Perguntadas Frequentemente. É um texto que pretende responder, dentro de uma determinada matéria, a questões Colocadas Freqüentemente pelos usuários.

  • Firewall: Hardware e Software que formam um sistema de proteção que impede a entrada de estranhos em redes privadas ligadas a internet.

  • Fórum: Espaço para deixar mensagens sobre um assunto. A palavra fórum pode ser aplicada tanto para grupos de discussão, como para listas de distribuição de mensagens sobre um determinado assunto.

  • Freeware: Software distribuído gratuitamente e que permite ilimitado número de cópias, além de não exigir nenhum tipo de registro.

G

  • Gateway (porta de ligação): Computador ou material dedicado que serve para interligar duas ou mais redes que usem protocolos de comunicação internos diferentes, ou, computador que interliga uma rede local à Internet (é portanto o nó de saída para a Internet).

  • Gadget: do Inglês: geringonça, dispositivo é uma gíria tecnológica recente que se refere, genericamente, a um equipamento que tem um propósito e uma função específica, prática e útil no cotidiano. São comumente chamados de gadgets dispositivos eletrônicos portáteis como PDAs, celulares, smartphones, tocadores mp3, entre outros.

  • GB: Sigla de gigabyte. Medida de capacidade de memória, igual a 1 000 megabytes.

  • Gif: Graphic Interchange Format. Formato de arquivo de imagem, muito utilizado na internet.

  • Gráficos vetoriais: Desenhos que, assim como as fontes vetoriais, usam fórmulas geométricas para representar as imagens. Em geral, programas que têm no nome a palavra draw trabalham com gráficos vetoriais. Os que trazem o termo paint produzem desenhos no formato bitmap.

  • Grupos de discussão: Espaços de trabalho na intranet nos quais os participantes discutem um assunto, como o desenvolvimento de novos produtos ou o comportamento de determinada marca no mercado. Os grupos podem ser abertos e separados por assuntos, ou fechados, restritos a alguns participantes.

  •  

H

  • Host: Computador que hospeda os conteúdos de um site.

  • HTML (Hyper Text Markup Language): Sistema de marcação dos arquivos Web. Linguagem usada para construção de Sites e páginas para Internet. Determina o tamanho,cor,formato de letra,local de inserção de imagens,colocação de Links para outros sites.

  • HTTP: Protocolo responsável por implementar a comunicação entre cliente e servidor para a troca de hipertexto. Acessar um website significa fazer uma requisição HTTP a um servidor web com o objetivo de obter conteúdo hipertexto.

  • HTTPS: é uma implementação do protocolo HTTP sobre uma camada SSL ou do TLS. Essa camada adicional permite que os dados sejam transmitidos através de uma conexão criptografada e que se verifique a autenticidade do servidor e do cliente através de certificados digitais.

  • Hypertext (hipertexto): Texto em formato digital que contem links para outros textos.

  • HyperMedia: Similiar ao hipertexto adicionado de imagens, vídeos e sons.

  • Hiperlink: Nome que se dá às imagens ou palavras que dão acesso a outros conteúdos em um documento hipertexto. O hiperlink pode levar a outra parte do mesmo documento ou a outros documentos. Também é usada a palavra link.

  • Home Page: Página principal de um site de uma instituição ou particular. A página base é uma espécie ponto de partida para a procura de informação relativa a essa pessoa ou instituição.

  • Home-office: O home office é uma alternativa cada vez mais comum entre profissionais. A nova organização da economia está indo cada vez mais nesta direção, e é cada vez mais freqüente encontrar exemplos de pessoas bem-sucedidas nas suas atividades profissionais executadas parcial ou totalmente a partir de um escritório doméstico.

  • Host: Computador da rede que desempenha funções centralizadas, colocando arquivos e programas à disposição das estações de trabalho. Servidor.

  • Hub: Dispositivo que conecta dois ou mais equipamentos de rede.

I

  • ICMP (Internet Control Message Protocol): Protocolo integrante do Protocolo IP utilizado para fornecer relatórios de erros à fonte original.

  • IP (Internet Protocol): Endereço que indica o local de um determinado equipamento (normalmente computadores) em uma rede privada ou pública. Na versão 4 (IPv4), é um número de 32 bits escrito com quatro octetos representados no formato decimal (exemplo: 200.17.41.186).

  • Intranet: Sistema parecido com a Internet, porém restrito aos funcionário de uma empresa.

  • Internauta: Nome dado ao usuário da Internet.

  • Internet: Existem muitos termos que tentam definir a Internet. Super-estrada da informação, preferem os políticos. Rede de redes, insistem os cientistas. O certo é que cada um desses grupos prefere ver a rede segundo seus próprios interesses. A Internet é tudo isso ao mesmo tempo. E com certeza muito mais. A rede é o que cada pessoa quiser que ela seja. Em toda a história da Internet foram os usuários que inventaram novos recursos e novas aplicações.É um terreno fértil para boas idéias. Isso tudo porque a Internet é uma invenção muito simples. Nada mais é do que uma forma fácil e barata de fazer com que computadores distantes possam se comunicar. A partir daí, a revolução está nas mãos das pessoas. Cada usuário recebe uma identificação única, conhecida como endereço. Com esse endereço, ele pode se comunicar, enviando mensagens para outras pessoas. É o que se chama de correio eletrônico. Graças ao esforço de instituições como Universidades e empresas ligadas à pesquisa, dispostas a investir dinheiro e pessoal para criar e manter os pontos principais da rede — os servidores (computadores de alto desempenho) — é possível conseguir programas de graça e consultar bancos de dados públicos. O tal terreno fértil da Internet tem um nome. Se chama World Wide Web, ou apenas Web.

  • Intranet: Sistema parecido com a Internet, porém restrito aos funcionário de uma empresa.

  • Internic: Uma organização Americana responsével pela getão de domínios internacionais.Ex.: .com .net .org .

  • IRC (Internet Relay Chat): É um sistema que permite a interação de vários usuários ao mesmo tempo, divididos por grupos de discussão. Ao contrario das news essa discussão é feita em directo (dialogo directo textual). Os usuários deste sistema podem entrar num grupo já existente ou criar o seu próprio grupo de discussão.

  • ISDN (Integrated Service Digital Network): Rede Digital Integradora de Serviços (RDIS). É uma evolução das linhas telefônicas atuais baseada em linhas digitais (e não analógicas) capazes de taxas muito mais elevados (a partir de 64 Kbps) e com melhor qualidade.

  • ISP (Internet Service Provider): Provedor de acesso Internet. Empresa que conecta um usuário à Internet. A ligação com o provedor pode ser feita por linhas telefônicas normais (conexão discada) ou por linhas especiais, ligadas 24 horas por dia (conexão dedicada).

  • ITIL: Information Technology Infrastructure Library (ITIL) é um conjunto de boas práticas a serem aplicadas na infraestrutura, operação e manutenção de serviços de tecnologia da informação (TI). Foi desenvolvido no final dos anos 1980 pela CCTA (Central Computer and Telecommunications Agency) e atualmente está sob custódia da OGC (Office for Government Commerce) da Inglaterra. A ITIL busca promover a gestão com foco no cliente e na qualidade dos serviços de tecnologia da informação (TI). A ITIL lida com estruturas de processos para a gestão de uma organização de TI apresentando um conjunto abrangente de processos e procedimentos gerenciais, organizados em disciplinas, com os quais uma organização pode fazer sua gestão tática e operacional em vista de alcançar o alinhamento estratégico com os negócios. ITIL dá uma descrição detalhada sobre importantes práticas de IT com checklists, tarefas e procedimentos que uma organização de IT pode customizar para suas necessidades.

  • ICMP (Internet Control Message Protocol): Protocolo integrante do Protocolo IP utilizado para fornecer relatórios de erros à fonte original.

J

  • JavaScript: Linguagem de programação criada para atender, principalmente, às necessidades de validação de formulários no lado cliente (programa navegador) e Interação com a página.

  • Jailbreak (iOS): Jailbreak é um processo que permite aparelhos com o sistema iOS (iPhone, iPod Touch e iPad) execute aplicativos não-autorizados pela Apple Inc.. Um aparelho com Jailbreak é capaz de baixar aplicativos anteriormente indisponíveis pela App Store via instaladores não-oficiais como o Cydia, assim como aplicações piratas. A Apple Inc. não recomenda o uso do Jailbreak, e realiza constantes atualizações para quebrar o uso do Jailbreak.

  • JPEG: Sigla para Joint Photographic Experts Group, o nome original do comitê que escreveu o padrão desse formato de compressão de imagens. JPEG foi criado para comprimir imagens tiradas do mundo real. Funciona bem com fotos e desenhos naturalísticos, mas não é tão eficiente com desenhos de letras, linhas e cartoons.

L

  • LAN: Redes locais utilizadas para conectar estações, servidores, periféricos e outros dispositivos que possuam capacidade de processamento em uma casa, escritório, escola e edifícios próximos.

  • Largura de banda ou Bandwidth: Se refere à capacidade de transmissão de uma rede ou um tipo qualquer de conexão. A largura de banda de uma conexão via modem é de 56 Kbits 🙂 Este termo pode ser usado também com relação à quantidade de dados que podem ser transferidos através de uma interface num determinado período de tempo.

  • LDAP: Lightweight Directory Access Protocol. Este é um protocolo de rede que roda sobre o TCP/IP que permite organizar os recursos de rede de forma hierárquica, como uma árvore de diretório, onde temos primeiramente o diretório raiz, em seguida a rede da empresa, o departamento e por fim o computador do funcionário e os recursos de rede (arquivos, impressoras, etc.) compartilhados por ele. A árvore de diretório pode ser criada de acordo com a necessidade.

  • Link: Na WWW, uma palavra sublinhada indica a existência de um link, que é uma espécie de apontador para outra fonte de informação. Escolhendo esse link, obtem-se a pagina de informação que ele designava que pode, por sua vez, ter também vários links.

  • Linus Torvalds: O inventor do Linux, foi quem teve a idéia e desenvolveu o núcleo (kernel) e algumas ferramentas/utilitários básicos. A melhor idéia dele foi o fato de o disponibilizar na Internet,o Linux como Domínio publico. Linus foi mais tarde apoiado entusiasticamente por muitos outros “internautas” formando uma equipe que regularmente constrói novas aplicações, melhora as existentes, corrige erros, etc.

  • Linux: Sistema Operacional de Rede que tem nome derivado do nome de seu autor, Linus Torvalds. O Linux é hoje em dia um sistema operacional com todas as características do Unix, com uma implantação invejável e em constante evolução.Este sistema é de domínio publico e de desenvolvimento aberto aos usuários, ou seja, qualquer um pode ajudar a desenvolver o próprio sistema.Normalmente é distribuído em diferentes “releases” que mais não são do que um núcleo (recompiláveis) acompanhado de programas, utilitários, ferramentas, documentação, etc.

M

  • Malware: O termo malware é proveniente do inglês malicious software; é um software destinado a se infiltrar em um sistema de computador alheio de forma ilícita, com o intuito de causar algum dano ou roubo de informações (confidenciais ou não).

  • Modem: A palavra Modem vem da junção das palavras modulador e demodulador. Ele é um dispositivo eletrônico que modula um sinal digital em uma onda analógica, pronta a ser transmitida pela linha telefônica, e que demodula o sinal analógico e o reconverte para o formato digital original.

  • Mozilla Firefox: Navegador livre e multi-plataforma desenvolvido pela Mozilla Foundation (em português: Fundação Mozilla) com ajuda de centenas de colaboradores. A intenção da fundação é desenvolver um navegador leve, seguro, intuitivo e altamente extensível.

  • Mailto: Em uma URL, mailto indica um link que lhe permitirá enviar um e-mail para a pessoa cujo endereço é seguido na URL.

  • Mbps: Megabits Per Second – Megabits Por Segundo. Taxa de transferência usada em comunicações do tipo em série (serial). Mede a quantidade de megabits (1.048.576 bits) que são transferidos por segundo. Para converter uma taxa de transferência dada em Mbps (megabits por segundo) para MB/s (megabytes por segundo), você deverá dividir o valor por oito. Para converter uma taxa de transferência dada em MB/s para Mbps, você deverá multiplicar o valor por oito. Por exemplo, 100 Mbps equivale a 12,5 MB/s.

  • Metabusca: Serviços de busca que submetem uma consulta a vários mecanismos simultaneamente. O resultado é mostrado numa apresentação única, com páginas encontradas por diferentes sistemas de pesquisa.

  • Microbrowser: Dispositivo como telefone ou micro handheld com capacidade para navegar na Web.

  • MIME (Multipurpose Internet Mail Extensions): É um aperfeiçoamento dos padrões do sistema de correio da Internet, que possui a habilidade de transferir dados não-textuais como gráficos, áudio e fax e permite que se envie mensagens com a acentuação em português.

  • Modem (MODulador-DEModulador): Pequeno aparelho que permite ligar um computador à linha telefônica e assim estar apto a se comunicar com outros computadores que também possuam modem. Muitos dos modems são também capazes de realizar funções de fax. A sua aplicação mais importante será porventura a ligação a BBS, Internet ou Home Banking.

  • Modem a cabo: Periférico que se comunica usando as linhas de TV a cabo. Sua vantagem em relação ao sistema telefônico é a velocidade: pode alcançar até 2 Mbps. O ponto negativo é que a infra-estrutura das empresas de TV a cabo é montada para tráfego unidirecional, enquanto as conexões Internet exigem fluxos do cliente para o servidor e vice-versa. Portanto, os sistemas de TV a cabo precisam reestruturar-se para oferecer serviços Internet.

  • Mosaic: Interface gráfica que atua como um software-cliente para o FTP, Gopher, Usenet News, WAIS e WWW. “Pai” do Netscape.

  • MP3: Tecnologia de compactação normalmente aplicada a arquivos WAV. Na produção de arquivos MP3 eliminam-se detalhes da gravação original, permitindo uma compressão eficiente. A relação WAV/MP3 (com 128 Kbps e 44,1 KHz) fica na faixa de 10 para 1, quase sem perda de qualidade.

  • Multimídia: O termo multimídia é utilizado para definir um documento de computador composto de elementos de várias mídias, como áudio, vídeo, ilustrações e texto. Também é importante que esses documentos sejam interativos, ou seja, que permitam a participação do usuário. Para ser mais preciso, utiliza-se também o termo multimídia interativa.

  • MySQL: Gerenciador de banco de dados Open Source, bastante popular atualmente, que utiliza a linguagem SQL. O MySQL existe desde 1998 e já possui versões para vários sistemas operacionais, entre eles Linux, Windows, Mac OS, Free BSD, Unix e Solaris. Estão disponíveis APIs para programação em várias linguagens entre elas o C++, Java, Perl e PHP. O MySQL é gratuíto e pode ser baixado no site oficial: http://www.mysql.com

N

  • NAS: Network Attached Storage. São servidores de arquivos dedicados, que podem ser conectados a redes Ethernet. A idéia é ter um servidor de arquivos que dispense manutenção e possa ser facilmente configurado. Este tipo de dispositivo varia de pequenos servidores de backup, com uma capacidade equivalente à de um HD low-end, geralmente mais baratos que um PC completo a até grandes modelos, que internamente utilizam vários HDs em RAID, ligados a uma placa SCSI (ou até mesmo várias placas interligadas através de algum barramento proprietário) e atingem capacidades de armazenamento fabulosas, muitas vezes superando a barreira do terabyte.

  • NAT: Network Address Translation. É um recurso que permite converter endereços da rede interna em endereços da Internet. O uso mais comum deste recurso é compartilhar a conexão com a Internet. O compartilhamento pode ser feito usando um PC com duas placas de rede, um modem ADSL com hub embutido, um roteador, etc.

  • Navegador: Programa utilizado para navegar na Web. Permite utilizar praticamente todos os recursos da rede, como correio eletrônico, transferência de arquivos e acesso a grupos de discussão.

  • Navegar: Termo utilizado na internet para quem esta vagando entre sites, procurando informações sobretudo no www. Muita gente também diz surfar.

  • Net: Em inglês, rede. O termo é utilizado como sinônimo para Internet.

  • Netscape: É um browser para o WWW. Sucessor do Mosaic e desenvolvido pela mesma equipe de programadores, o Netscape evolui rapidamente e é o browser mais usado na internet.

  • Newbies: Como são chamados os usuários recém-chegados à rede, principalmente quando cometem erros básicos como enviar uma mensagem pessoal para um grupo de discussão.

  • Newsgroups: Newsgroups são os grupos de discussão da Usenet.

  • Nó: Veja host.

O

  • Offline:A tradução é “fora da linha”. Significa que não há ligação por linha telefônica. Por exemplo, a leitura de mail offline implica que se possa ler mail no seu próprio computador sem que ele esteja ligado ao servidor (tendo portanto sido transferidas as cartas para esse computador, previamente). As ligações offline não permitem a navegação interativa na Internet, pois o computador não pode enviar comandos e receber dados em tempo real.

  • Online: O oposto de offline, on-line significa “estar em linha”, estar ligado em determinado momento à rede ou a um outro computador.

  • Open Source: Programas que tem seu código fonte aberto. Qualquer um pode baixar o código fonte do programa, estudá-lo ou mesmo aperfeiçoá-lo. Open Source não é a mesma coisa que de domínio público. Um programa Open Source continua pertencendo ao seu criador e a quem ajudou no seu desenvolvimento.

  • OS: Sigla para “operating system”, ou sistema operacional.

P

  • PDF (Portable Document Format): Formato de arquivo, desenvolvido pela Adobe Systems em 1993, para representar documentos de maneira independente do aplicativo, do hardware e do sistema operacional usados para criá-los. Um arquivo PDF pode descrever documentos que contenham texto, gráficos e imagens num formato independente de dispositivo e resolução.

  • Ping: Comando que usa o protocolo ICMP para testar a conectividade entre equipamentos. Seu funcionamento consiste no envio de pacotes para o equipamento de destino e na “escuta” das respostas. Se o equipamento de destino estiver ativo, uma “resposta” (o “pong”, uma analogia ao famoso jogo de ping-pong) é devolvida ao computador solicitante.

  • Plugin: Programa de computador usado para adicionar funções a outros programas maiores, provendo alguma funcionalidade especial ou muito específica. Geralmente pequeno e leve, é usado somente sob demanda.

  • Protocolo: Conjunto de regras e procedimentos técnicos para o intercâmbio de dados entre computadores ligados em rede.

  • Provedor: Empresa que disponibiliza o acesso aos usuários de Internet. Podem ser pagas ou gratuitas.

  • Proxy: Hospedeiro que age como intermediário recebendo requisições de clientes e repassando para o servidor. Uma aplicação proxy popular é o caching web proxy, um web proxy usado com cache. Este provê um cache de páginas da Internet e arquivos disponíveis em servidores remotos da Internet, permitindo aos clientes de uma rede local (LAN) acessá-los mais rapidamente e de forma viável.

  • Pacote: A informação que é transmitida pela Internet é separada em pacotes. Cada pacote contém, além do conteúdo que está sendo transmitido (imagem, mensagem etc.), endereço do remetente, do destinatário e informações essenciais para que os pacotes de um mesmo arquivo sejam reagrupados no destino.

  • Palmtop: Palmtop ou handless são computadores de mão que possuem recursos como agendas, edição de textos, imagens e conexão a internet / rede 3G. Atualmente, os celulares estão ocupando este segmento de produto com custo menor e maior número de funcionalidades.

  • PHP: Sigla de Personal Home Page. Linguagem de scripts usada para criar páginas Web dinâmicas. Assim como os scripts em Perl, os programas PHP são embutidos em tags HTML e executados no servidor. A força do PHP está em sua compatibilidade com muitos bancos de dados.

  • Pixel: Nome dado para picture element (elemento de imagem). É a menor área retangular de uma imagem. Cada pixel é uma cor diferente. Com essa combinação de cores, é possível mostrar qualquer cor. No entanto, a capacidade de mostrar todas as combinações de cores possíveis vai depender da qualidade e da configuração do monitor do usuário.

  • Ponto de Acesso: Nas redes sem fio baseadas no padrão IEEE 802.11 e 802.11b, o ponto de acesso é o dispositivo que atua como um ponto central da rede, permitindo a comunicação entre todos os PCs. A função é muito semelhante à de um hub numa rede tradicional. A maioria dos Pontos de acesso possui uma entrada para cabo de par trançado, o que permite liga-los a uma rede Ethernet já existente. Isso permite adicionar a opção de acesso sem fio, mantendo a estrutura que já existe. Poderíamos imaginar que os PCs, impressoras de rede e outros dispositivos fixos continuariam utilizando cabos, enquanto os notebooks e outros dispositivos móveis utilizariam a rede sem fio. Graças à integração, as duas turmas formariam uma única rede.

  • Portal: Site que funciona como porta de entrada à Internet, oferecendo desde serviços como e-mail e bate-papo até links para sites de conteúdos diversos.

  • Postmaster:Pessoa responsável por cuidar e solucionar os problemas ligados ao e-mail.

  • PPP (Point-to-Point Protocol): Um dos protocolos necessários para manter uma conexão IP através de uma linha telefônica comum. O PPP é necessário para utilizar navegadores gráficos para a Web e é bastante superior ao Slip, outro protocolo com a mesma função.

  • Programa-cliente: Programa que requisita serviços a um servidor. A Internet é toda baseada em uma estrutura de cliente/servidor. Por isso, cada um de seus serviços (correio eletrônico, FTP, WWW etc.) funciona basicamente com esse par de programas. Para cada tipo de cliente, há um servidor correspondente. Na Web, os programas clientes são os navegadores, enquanto os servidores são os programas que armazenam as páginas e verificam as autorizações dos usuários para acessar determinados arquivos, além de executar programas especiais (de busca, por exemplo). Veja também: servidor.

  • Prompt: Símbolo ($, %, #, X:) que indica que o computador está pronto para receber comandos.

Q

  • Qubit: Base da computação quântica, o qubit, em vez de assumir valores 0 e 1 de acordo com uma corrente elétrica, assume diversos valores por meio da polarização de fótons. Diferentemente do bit, que só assume 0 ou 1, o qubit também pode significar 0 e 1 ao mesmo tempo.

  • QWERTY: Nome usado para definir o padrão dos teclados usados nos PCs (e hoje nos tablets e celulares). O nome vem da primeira fileira de letras, da esquerda para a direita, com sequência Q, W, E, R, T e Y.

R

         
  • Rede de computadores: Consiste de 2 ou mais computadores e outros dispositivos conectados entre si de modo a poderem compartilhar seus serviços, que podem ser: dados, impressoras, mensagens (e-mails), etc.

  • Reload ou Refresh: Mesmo que carregar novamente uma página de Internet.

  • RNP: Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (www.rnp.br).

  • Roteador: Dispositivo de uma rede que recebe dados e os envia aos pontos de destino, sempre usando as rotas mais curtas disponíveis.

  • Reply: Em português quer dizer Resposta.

  • RSS: RSS significa Rich Site Sumary ou Really Simple Syndication, é um formato que permite distribuir o conteúdo de um site de forma padronizada que permite que ele seja lido em diversos leitores de notícias.

S

  • Servidor: Sistema de computação que fornece serviços a uma rede de computadores. Ex: Servidor Web, email, FTP.

  • SMTP (Simple Mail Transfer Protocol): Protocolo padrão para envio de e-mails através da Internet.

  • Sistema de Informação: Expressão utilizada para descrever sistema seja ele automatizado (que pode ser denominado como Sistema de Informação Computadorizado), ou seja manual, que abrange pessoas, máquinas, e/ou métodos organizados para coletar, processar, transmitir e disseminar dados que representam informação para o usuário e/ou cliente.

  • SPAM: Mensagem eletrônica não-solicitada enviada em massa.

  • SSH: Protocolo de rede que permite a conexão com outro computador na rede, de forma a executar comandos de uma unidade remota. Possui as mesmas funcionalidades do TELNET, com a vantagem da conexão entre o cliente e o servidor ser criptografada.

  • Switch: um dispositivo utilizado em redes de computadores para reencaminhar módulos (frames) entre os diversos nós.

  • Serviço online: Empresa dedicada à venda de acesso ou conteúdo de uma rede de computadores.

  • Servidor web: Programa que fornece o material apresentado pelo browser. Pode conectar-se a bancos de dados.

  • Servlet: Applet que roda num servidor. Em geral, o termo se refere a um applet Java que é executado num servidor Web. Esse tipo de programa tem-se tornado comum como substituição aos programas CGI (veja o termo).

  • Set-top box: Set-top box é um equipamento que se conecta a um televisor, analógico ou digital, e a uma fonte externa de sinal e transforma esse sinal em conteúdo no formato que possa ser apresentado na tela desse televisor. A fonte desse sinal pode ser um cabo ethernet, uma antena de satélite, um cabo coaxial, uma linha telefônica (incluindo conexões DSL), ou até mesmo uma conexão de uma antena VHF ou UHF. O conteúdo pode abranger vídeo, áudio, páginas da Internet, interatividade e jogos, entre outros. Um Set-top box digital se faz necessário para a recepção de transmissões de TV Digital uma vez que a maioria do televisores atuais não possue ainda um sintonizador específico para esta recepção. Em redes IPTV (Televisão transmitida digitalmente pelo protocolo IP), o set-top box é um pequeno computador que provê comunicação de via dupla (ida e volta) em uma rede IP e decodifica a mídia de vídeo e áudio transmitida.

  • Shareware: Software que pode ser experimentado antes da compra. Alguns shareware funcionam somente durante um período determinado de avaliação, outros apenas mostram mensagens periodicamente lembrando o usuário que não se trata de um produto gratuito. Os autores de shareware normalmente pedem pagamentos simbólicos pelo software.

  • Sistema Operacional: Um sistema operacional (SO) é uma coleção de programas que inicializam e controlam o hardware do computador. O Sistema Operacional é responsável por alocar recursos de hardware e escalonar tarefas. Ele também deve prover uma interface para o usuário – ele fornece ao usuário uma maneira de acesso aos recursos do computador.

  • Site: Palavra que em português significa local, lugar.Na internet,designa um conjunto de páginas que representa uma pessoa ou uma empresa.O termo Home Page é usado para designar a página principal de um site.

  • Slot: Slot é um termo em inglês para designar ranhura, fenda, conector, encaixe ou espaço. Para computadores significa encaixe existente na placa mãe para a colocação de placas de circuito impresso adicionais. Como por ecemplo: placas de vídeo, placa de rede, modem, etc.

  • SMTP: O Simple Mail Transfer Protocol é o protocolo Internet usado para correio eletrônico.

  • SPYWARE: Spyware é um tipo de software que se instala automaticamente no seu computador, geralmente sem seu conhecimento, e coleta e transmite secretamente dados sobre seu uso do computador. Por exemplo, o spyware pode monitorar o comportamento de um usuário e passar os detalhes de suas atividades online (por exemplo, seus nomes de usuário ou senhas) a um terceiro que pode usar tais informações para roubo de identidade e fraude.

  • SSI e SS Extentions: Sigla de Server Side Include. Comentário no código HTML que faz o servidor montar uma página Web no momento em que ela é solicitada. As páginas que contêm SSI recebem extensões SHL, STM, SHTM ou SHTML.

  • Switch (comutador): Quando se usa um hub, as estações se comunicam pelo mesmo canal físico. Assim, existe a possibilidade de congestionamento e perda de tempo na retransmissão das informações. O switch corrige esse problema. Se, numa rede, um hub dispõe de 10 Mbps para dividir entre todos os micros, um switch com a mesma velocidade permite que cada equipamento se comunique com a velocidade total.

  • Symbian: Sistema operacional para celulares da Nokia. Teve o código aberto por um breve período no ano passado, mas voltou a ser proprietário. Também é compatível com diversos aplicativos, mas sua interface não acompanhou a evolução dos smartphones e hoje está perdendo espaço para concorrentes como o Android.

T

  • TCP (Transfer control Protocol): Transmission Control Protocol. Um dos protocolos Internet do conjunto TCP/IP, que implementa o nível 4 do modelo OSI, através transporte de mensagens com ligação.

  • TI (Tecnologia da Informação): Conjunto de todas as atividades e soluções providas por recursos de computação.

  • Telnet: Protocolo/programa que permite a ligação de um computador a um outro, funcionando o primeiro como se fosse um terminal remoto do segundo. O computador que “trabalha” é o segundo enquanto que o primeiro apenas visualiza no vídeo os resultados e envia os caracteres digitados (comandos) no seu teclado. Vem sendo gradualmente substituído pelo SSH, cujo conteúdo é criptografado antes de ser enviado.

  • TCP/IP: Sigla de Transmission Control Protocol/Internet Protocol. Protocolo usado na comunicação entre computadores de redes diferentes. O IP garante o endereçamento de todas as máquinas na Internet e o encaminhamento das mensagens entre essas várias máquinas.

  • TPOH: Total Power-On Hours – Total de Horas Ligado Indica o total de horas que o produto permaneceu ligado. Normalmente associado à medida do MTBF (Tempo Médio Entre Falhas). No cálculo do MTBF, o total de horas ligado é, na verdade, o total para todos os produtos em teste e não para cada peça individualmente. Ou seja, se foram testadas 1.000 peças rodando durante 30 dias (720 horas) o total de horas ligado será de 720.000 horas e não 720 horas. Leia o termo MTBF para mais detalhes.

  • Twitter: Twitter é uma rede social e servidor para microblogging que permite aos usuários enviar e receber mensagens (em textos de até 140 caracteres, conhecidos como “tweets”).

  • TX: Usado por algumas literaturas, como taxa de transferência ou taxa de download, etc.

U

  • Upload: Enviar arquivos para ou servidor ou para outro computador.

  • URL: Uniform Resource Locator. Localizador Uniformizado de Recursos. Endereço de um recurso (um arquivo, uma impressora etc.), disponível em uma rede; seja a Internet, ou uma rede corporativa, uma intranet. Uma URL tem a seguinte estrutura: protocolo://máquina/caminho/recurso

  • Unix: Sistema operacinal com características de multi-tarefa preemptiva, criado nos anos 70, nos Bell Labs. Desde ai evoluiram muitas variantes diferentes do sistema operacional.

  • Usenet: Rede de grupos de discussão amplamente disseminada na Internet. A rede é formada por grupos de discussão, chamados newsgroups.

V

  • Viewer: Programa que permite ver (dai o seu nome) um arquivo gravado num determinado formato. Existem portanto viewers de GIF,JPEG, Postscript, etc.

W

  • Web 2.0: Termo criado para rotular uma nova geração da web caracterizada por conteúdo interativo e maior compartilhamento de informações pelos usuários.

  • Whois: Banco de dados que possui informações sobre os endereços e dados técnicos dos web sites da Internet.

  • World Wide Web (Web ou WWW): Sistema de documentos em hipermídia que são interligados e executados na Internet.

  • Worm: Programa auto-replicante, semelhante a um vírus. Enquanto um vírus infecta um programa e necessita deste programa hospedeiro para se propagar, o Worm é um programa completo e não precisa de outro para se propagar.

  • Web site: Ver o termo site.

  • Webmaster: É a pessoa encarregada de desenvolver e gerenciar as paginas WEB de um Site.

  • Widgets: Widgets ou web widgets são pequenas aplicações online que podem ser embutidas em sites e blogs a fim de exibir conteúdos de outros sites, tais como notícias, previsões do tempo, cotações de bolsas de valores, mapas virtuais ou resultados de jogos.

  • Windows Phone: Sistema operacional para smartphones criado pela Microsoft no ano passado como resposta ao Android e ao iPhone. Está presente em alguns modelos da LG, Samsung e HTC vendidos nos EUA (ainda não há aparelhos à venda no Brasil oficialmente). Será adotado pela Nokia em seus celulares até o fim do ano de 2012.

X

  • XML: Sigla de eXtensible Markup Language, uma espécie de HTML estendido que está sendo desenvolvida pela W3C. Essa linguagem permite que o designer de páginas Web crie tags próprias não existentes no HTML. Com o XML, pode-se criar links apontando para mais de um documento, diferentemente do que ocorre com os links do HTML, que sempre se referem a um endereço único. Na prática, os usuários ainda não têm condições de experimentar o XML, visto que, dos fabricantes de browsers, somente a Microsoft anunciou que irá adotá-lo numa futura versão do Internet Explorer.

  • XModem: Um protocolo de transferencia de dados por modem, relativamente lento.

  • Y

    • YModem: Um protocolo de transferencia de dados por modem, com alguns melhoramentos em relação ao Xmodem.

    Z

    • ZIP: Compactador de arquivos, que mudou de nome para WinZIP depois do lançamento do Windows 95. Extensão de arquivos compactados pelo WinZIP.

    • Zipar: Compactar arquivo de dados, para que possa ser mais facilmente transmitido pela Internet ou gravado em disquete ou outra mídia. A palavra vem da extensão .zip, de um dos programas de compactação mais usados.

    • ZModem: Um protocolo de transferência de dados por modem, com alguns melhoramentos em relação ao Xmodem e ao Ymodem, em particular, mais rápido.
    fonte: http://www.webmundi.com/dic/dicionario.asp